PORTUGAL SERÁ� MELHOR

  • - se a casa de Aristides de Sousa Mendes fôr reconstruída para um projecto ligado com a sua vida
  • - se houver mais locais para pôr as mãos na massa
  • - se cada um de nós Ler +
  • - se cada um de nós respeitar os passeios como lugar de trânsito dos peões, sobretudo dos que têm menos mobilidade
  • - se for mandado para as urtigas o princí­pio, muito vulgarizado: Tudo pelos amigos, nada pelos inimigos. Aos outros aplica-se a lei. É mais simples e justo se a todos se aplicar a lei.

POR UM JORNALISMO MELHOR

Recentes

Ligações


  • Get Firefox!

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

INTERNET

O e-comércio quente
Miguel Esteves Cardoso

Mal começou a Internet, comecei a usá-la para comprar roupa, livros, chocolates e tudo o mais que se pudesse encomendar de pijama às quatro da manhã. No entanto, devido à natureza de certas coisas, não basta clicar.

É preciso telefonar para acertar pormenores.Mal começou a Internet, comecei a usá-la para comprar roupa, livros, chocolates e tudo o mais que se pudesse encomendar de pijama às quatro da manhã. No entanto, devido à natureza de certas coisas, não basta clicar.
É preciso telefonar para acertar pormenores. Vivemos num tempo interessante de intersecção de tecnologias. O serviço que usamos inclui chamadas gratuitas para os EUA e para a Europa. Daí que esteja sempre a ligar para todo o mundo. Para a Paola e para o Maurizio - os amigáveis produtores de Parmesão da Salto Santa Maria. Ou para o Phil e a Katy de uma loja no Colorado - a Rocky Mountain, que me manda tudo o que é roupa americana.
Para comprar um anel para a minha mulher, duas simpáticas empregadas numa joalharia de Cardiff tantas perguntas fizeram e tantas experiências fizeram que conseguiram acertar no ideal. Doutra vez, um jovem casal do Tennessee, donos duma loja de artigos de cozinha, depois de me dizerem que não tinham o que eu queria - tabuleiros de gelo - deram-se ao trabalho de ir comprá-los a outro lado e mandaram-nos pelo correio, recusando-se a ser reembolsados.
Longe de refrigerar as relações comerciais, a Internet aquece-as. Como o e-comércio ainda é novidade para as empresas mais pequenas e familiares, é uma excitação falar com os novos clientes cibernéticos. Recebe-se um tratamento principesco; poupa-se dinheiro e fazem-se amigos inesperados. É aproveitar enquanto dura!


Os textos de Miguel Esteves Cardoso são exemplares. Dá gosto ler alguém que escreve como ele no tamanho adequado aos hábitos de leitura da imprensa de hoje.