PORTUGAL SERÁ� MELHOR

  • - se a casa de Aristides de Sousa Mendes fôr reconstruída para um projecto ligado com a sua vida
  • - se houver mais locais para pôr as mãos na massa
  • - se cada um de nós Ler +
  • - se cada um de nós respeitar os passeios como lugar de trânsito dos peões, sobretudo dos que têm menos mobilidade
  • - se for mandado para as urtigas o princí­pio, muito vulgarizado: Tudo pelos amigos, nada pelos inimigos. Aos outros aplica-se a lei. É mais simples e justo se a todos se aplicar a lei.

POR UM JORNALISMO MELHOR

Recentes

Ligações


  • Get Firefox!

domingo, abril 08, 2007

DRAMATURGO+ENCENADOR+......

No dia 10 de Abril, 3ª feira, às 18,30, na sede da A25A, R Misericórdia 95,
será o lançamento do livro de Helder Costa, dramaturgo,
encenador e director do Teatro A Barraca.

O Saudoso Tempo do Fascismo - Introdução ao Riso e à Memória


Do prefácio:

(...) Poderia ser quase uma autobiografia meio humorística, mas Hélder Costa preferiu falar da sua geração.
(...) E depois a Lisboa dos anos sessenta, as greves na Universidade, antecipando o Maio francês de 68, os primeiros passos de emancipação das raparigas, o erotismo em frente comum com a luta política.
(...) Neste livro convivem a todo o momento a crítica e a mofa, armas de ataque do autor, com a lembrança simples, por vezes à beira da emoção, de gestos heróicos levados a rir, em que a ideologia, a dignidade e adrenalina do risco se dão as mãos. Tudo isto numa galopada de juventude estudante, como no capítulo dedicado a Campo de Ourique ou em múltiplas referências à fraternidade desafiante, ao amor e à ternura que enchiam as algibeiras deste
revolucionário andante, vozeador que, espalhando brasas, também colecciona a amizade. (...)
Urbano Tavares Rodrigues


O autor também divulgará o seu último livro de peças de teatro. Trata-se de quatro comédias com os títulos "A Borbulha", "Que Bon Cu Que Ele Tem", "A Pessimista" e "As Aventuras do menino Paulinho".

(recebido de Helder Costa)