PORTUGAL SERÁ� MELHOR

  • - se a casa de Aristides de Sousa Mendes fôr reconstruída para um projecto ligado com a sua vida
  • - se houver mais locais para pôr as mãos na massa
  • - se cada um de nós Ler +
  • - se cada um de nós respeitar os passeios como lugar de trânsito dos peões, sobretudo dos que têm menos mobilidade
  • - se for mandado para as urtigas o princí­pio, muito vulgarizado: Tudo pelos amigos, nada pelos inimigos. Aos outros aplica-se a lei. É mais simples e justo se a todos se aplicar a lei.

POR UM JORNALISMO MELHOR

Recentes

Ligações


  • Get Firefox!

segunda-feira, outubro 09, 2006

PROVEDORIAS

Hoje, no DN.

Confortar os aflitos, afligir os confortáveis
José Carlos Abrantes

O que faltará para que a imprensa escrita de qualidade renasça com vitalidade? Atrevo-me a considerar que, além da vontade, de algum dinheiro ou da sua aplicação com diferentes critérios, se possa juntar esta afirmação do jornalista e humorista Finley Peter Dune: “O papel dos jornais é confortar os aflitos e afligir os confortáveis.” Retome-se este programa de sempre do jornalismo, porventura caído no esquecimento.



Ontem no Público

Rui Araújo escreveu sobre OS PORMENORES E A "AMÉRICA LATRINA"