PORTUGAL SERÁ� MELHOR

  • - se a casa de Aristides de Sousa Mendes fôr reconstruída para um projecto ligado com a sua vida
  • - se houver mais locais para pôr as mãos na massa
  • - se cada um de nós Ler +
  • - se cada um de nós respeitar os passeios como lugar de trânsito dos peões, sobretudo dos que têm menos mobilidade
  • - se for mandado para as urtigas o princí­pio, muito vulgarizado: Tudo pelos amigos, nada pelos inimigos. Aos outros aplica-se a lei. É mais simples e justo se a todos se aplicar a lei.

POR UM JORNALISMO MELHOR

Recentes

Ligações


  • Get Firefox!

segunda-feira, setembro 18, 2006

AS IMAGENS E NÓS Cinema

Esqueci no post anterior, mas tenho outra prioridade: ver o documentário Dr Estranho amor, de Leonor Areal. Dr Estranho Amor
Doutor Estranho Amor
Ou como aprendi a amar o preservativo e deixei de me preocupar
Exibição em 21 de Setembro às 15h30 no cinema Quarteto

integrado no Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa
sinopse
Este documentário mostra uma Brigada de estudantes de medicina que faz prevenção da SIDA numa escola. Ao longo de 10 semanas, acompanhamos os seus insucessos e conquistas junto de uma turma de adolescentes problemáticos. Um filme que nos coloca inúmeras questões sobre como falar de sexualidade, centrando o seu olhar no confronto de valores dos intervenientes e nos laços entre eles criados, ao longo desta experiência de mudar comportamentos e consciências.

Cinema Quarteto
Rua Flores de Lima, 16 (à Av. Estados Unidos da América)
1700-196 Lisboa
Tel. 21 797 13 78
Estação de Metro: Roma, Entrecampos
Bilheteiras: 14h00 às 24h00

Bilhete Normal – 3,00€
enviado por Leonor Areal e Apordoc